Mantendo seu filho seguro enquanto jogam online

Um guia para entender os jogos on-line, suas implicações sociais e o cyberbullying.

Se o seu filho joga role-playing online, então você pode estar se perguntando o que ele está fazendo por horas e horas a fio.

Este artigo tem como objetivo lançar alguma luz sobre o vasto e complexo mundo dos role-playing games online (RPGs). Podemos ajudá-lo a resolver seus medos e obter uma melhor compreensão desses mundos interativos pelos quais seu filho está tão envolvido.

O que você precisa saber sobre RPGs

Os RPGs são uma das formas mais comuns de jogo de computador. Eles podem variar de ambientes virtuais simples, como Habbo, para complicadas realidades alternativas como World of Warcraft. Um RPG permite aos jogadores criar um personagem e desenvolvê-lo. Muitos RPGs não têm conteúdo de internet, mas são particularmente aqueles com capacidades Massive Multiplayer Online (MMO) que os pais devem estar atentos.

Natureza Imersiva

Ao contrário de jogos típicos que podem ser concluídos em dez a vinte horas, os MMORPGs são muitas vezes infinitos, exigindo milhares de horas de tempo de reprodução para dominar. Muitos possuem recursos que recompensam o usuário por jogar indefinidamente e os incentivam a formar fortes ligações com seu personagem.

Isso pode levar seu filho a passar menos tempo se socializando com amigos da vida real e mais tempo na frente de uma tela de computador, o que geralmente é uma preocupação para os pais. Os jogadores recebem reforço positivo realizando diferentes tarefas, e esta é uma das características que faz qualquer MMORPG potencialmente viciante.

Implicações Sociais

Uma das principais características dos MMORPGs são as comunidades do jogo que surgem. Todo mundo tem uma lista de 'amigos' para se comunicar com jogadores que eles conheceram no jogo. Os jogadores são encorajados a formar equipes socialmente íntimas, geralmente conhecidas como 'clãs' ou 'guildas'. Os jogadores geralmente consideram os MMOs como ambientes profundamente sociais.

Aqueles que passam muito tempo em MMOs muitas vezes não fazem uma distinção significativa entre seus amigos on-line e seus amigos off-line. Em muitos casos, essas linhas ficam borradas quando as crianças encontram seus amigos da escola on-line depois da aula.

Assim como em qualquer grupo social, existe o potencial para o bullying ou outros tipos de abuso. Qualquer jogador é capaz de ser cyberbullied por seus pares, com MMOs, pode ser impossível saber a verdadeira identidade das outras pessoas jogando. O aspecto social desses jogos, se levar ao abuso, pode ter um efeito prejudicial no bem-estar de seu filho.

Prevenção

Pode parecer que a solução mais simples é proibir o seu filho de jogar MMOs, mas esta não é uma abordagem que deve ser tomada de ânimo leve. Eles podem ter construído laços sociais profundos com sua equipe e você não deve subestimar o quão importante essas amizades podem ser para o seu filho.

Clint Worley, uma produtora sênior da Sony Online Entertainment (agora Daybreak Game Company) explica como “não são os próprios jogos que são viciantes - são os aspectos sociais do gênero massivamente multiplayer”. Esteja ciente disso e incentive seu filho a manter suas amizades reais também.

Esteja ciente das classificações etárias do PEGI

Seguir a classificação etária do PEGI só irá alertá-lo para conteúdos nocivos dentro do jogo e não poderá contabilizar outros jogadores, muitas vezes adultos. Se você sabe que seu filho vai jogar um jogo online, você pode procurar Licença PEGI Online. Isso verifica se os criadores deste jogo mantiveram o conteúdo livre de "conteúdo ilegal ou ofensivo".

Converse com seu filho sobre maneiras de se manter seguro enquanto joga

A melhor maneira de evitar que o seu filho sofra impactos negativos é através da comunicação. Explique a importância de manter suas informações pessoais em segredo e proteger suas senhas a todo momento, até mesmo de seus amigos on-line e off-line. Tente se envolver pesquisando o jogo que eles estão planejando, fazendo perguntas sobre o clã deles, ou sobre o personagem que eles estão jogando.

Jogue os jogos com seu filho

Uma das melhores coisas a fazer é sentar e brincar com eles. Isso ajudará você a entender melhor o jogo e significará que seu filho estará mais próximo de você do que de estranhos. É importante que você não deixe seu filho ficar isolado em seu mundo virtual.

É muito possível que seu filho goste de jogar esses jogos mais do que eles gostam de passar o tempo no mundo real. Não cometa o erro de subestimar esses jogos, em vez disso mostre ao seu filho o respeito que ele merece e ajude-o a entender a importância de sua vida fora de seu mundo virtual. Os dois podem coexistir.

Postagens recentes

Rolar para cima