MENU

Quanto tempo é apropriado?

Como pais, muitas vezes queremos respostas simples para como devemos educar nossos filhos e estabelecer limites à medida que eles se deparam com as vastas oportunidades da mídia e os possíveis desafios que vêm com eles. Infelizmente, as crianças nascem sem manuais de usuário e, na maioria das vezes, você precisa pavimentar a estrada à medida que avança.

Cada criança é diferente

Cada criança tem uma personalidade única, e as crianças têm interesses diferentes - também quando se trata da mídia. Algumas crianças preferem a televisão, enquanto outras gostam mais de videogames. Alguns gostam de assistir desenhos animados, enquanto outros preferem cuidar de um animal de estimação virtual. Ambas as atividades são aceitáveis, desde que o conteúdo e os limites de uso sejam sensatos. Descubra o que seu filho está interessado e o que ele é bom, e facilite uma experiência de mídia estimulante, envolvente e agradável.

Em vez de se preocupar com quanto tempo seu filho deveria passar na frente de cada tela, é uma abordagem mais apropriada para considerar o uso da mídia da criança como um todo.

Quantidade ou qualidade

A mídia é como comida: uma dieta saudável é toda sobre quanto você absorve e o conteúdo de nutrientes da dieta. Muito raramente é uma coisa boa. Consumo excessivo de mídia em crianças pode causar efeitos adversos no desenvolvimento da criança mais tarde na vida, em termos de saúde, estilo de vida, habilidades sociais e realizações acadêmicas. Em outras palavras, a boa parentalidade envolve fornecer margem de manobra e limites quanto ao consumo de mídia.

Uma dieta de mídia saudável envolve um equilíbrio entre três fatores:

  • O que as crianças estão fazendo.
  • Quanto tempo eles gastam nisso.
  • O conteúdo da mídia: quais histórias são contadas, quais valores são ensinados, quais são os benefícios educacionais?

Tempo gasto pelo mais novo

Como regra, as crianças menores que a idade escolar devem ser consideravelmente mais protegidas da mídia do que as crianças mais velhas. Até a idade de dois anos, as crianças parecem ter poucos benefícios em assistir TV. Isso não significa que assistir TV seja prejudicial para os mais jovens, mas existem muitas outras formas de atividades e interações sociais que podem ser mais estimulantes e gratificantes do que sentar na frente de uma tela.

Para crianças de três anos e até a idade escolar, uma hora de uso de mídia por dia pode ser uma diretriz, mas nenhuma resposta definitiva.

Tempo gasto por crianças da escola primária

Quando se trata de crianças entre cinco e doze anos, nós, como pais, ainda temos muitas oportunidades de influenciar o uso da mídia no dia a dia de nossos filhos, em termos de tipo de mídia, tempo gasto e conteúdo. As crianças precisam de brincadeiras e atividades físicas. Esses anos são vitais para o desenvolvimento e a educação das crianças. Uma regra prática útil é focar na mídia que promove o desenvolvimento.

A mídia é uma fonte de união: compartilhando experiências de mídia com nossos filhos e falando sobre eles depois, a criança pode desenvolver um sentimento de pertença e uma curiosidade saudável. Uma hora compartilhada na frente da tela é muito mais valiosa do que uma hora passada sozinha na frente da tela.

A vida cotidiana da mídia da criança não deve ser executada apenas pela criança. Como pais, podemos facilitar tanto a ludicidade como o aprendizado - fornecendo a nossos filhos limites simples, mas claros, para nos relacionarmos. Por exemplo, é uma boa ideia evitar gastar tempo com a mídia antes de dormir, pois isso ajuda a criança a se acalmar antes de ir dormir. Se as crianças assistem desenhos animados de alta energia até a hora de escovar os dentes e ir para a cama, todas as impressões podem tornar difícil adormecer.

Tempo gasto por adolescentes

Quando nossos filhos se tornam adolescentes, é natural que eles, em um grau cada vez maior, façam suas próprias escolhas, e que lhes demos confiança e responsabilidade.

O grande consumo de mídia não significa de forma alguma que os adolescentes sejam mais pobres na escola ou levem uma vida pouco saudável. Em outras palavras, não há razão para se preocupar se os jovens passam muito tempo usando diferentes meios de comunicação. Em vez disso, concentre-se em manter um equilíbrio saudável entre escola, vida social online e offline, atividades físicas e passatempos de lazer.

O consumo de mídia é uma parte natural e saudável da vida adolescente; ainda assim, não deve ser a única parte disso.

Postagens recentes